[Entrementes Jun] Hora da Colheita.

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[Entrementes Jun] Hora da Colheita.

Mensagem por Youta em Qui Jun 08, 2017 4:50 am

[Local – Arredores da Vila de Rodorio]
 
[Data e Hora – 9 de Janeiro de 2070, 15]
 
Jun tinha recebido uma instrução simples, pelo menos para ela parecia muito fácil de ser resolvida:
 
- Vá até os campos e entregue hortaliças para o fazendeiro da segunda casa a contar dos portões de Rodorio.
 
A menina não havia recebido nenhuma hortaliça, mas provavelmente teria que criá-las com seus conhecimentos e habilidades. Assim sendo, ela pôde seguir em frente.
 
Não foi difícil encontrar a casa, que era bem modesta e com pouco luxo. À frente dela, estava um homem com chapéu de fazendeiro, auxiliando um homem já idoso encostado em uma cadeira de balanço à porta da casa.
 
Era um homem corpulento e de compleição forte. Seus cabelos eram escuros e curtos, negros e com fios grossos. Os olhos negros e inteligentes, com um brilho profundo. Seu rosto era forte e quadrado, com uma barba espessa e carregada, que adornava seu rosto de um lado ao outro. Sua pele era bronzeada e parda e bem firme, tendo a aparência de caramelo bem batido. Logo que ela chegou, ele sorrindo, expondo seus dentes brancos. Ele era musculoso, mas parecia amigável, quando estendeu sua mão para a moça e disse:
 
- Olá, eu sou Harold! Estou ajudando o velho fazendeiro aqui. Você veio entregar as hortaliças, não é? Eu tenho uma coisa para você depois delas. Precisamos de duas dúzias de espigas de milho e de três repolhos. Você é capaz de providenciar isso?
 

Jun não precisava se esforçar muito para lembrar que este nome, Harold, era o nome de um dos cavaleiros de Ouro, o de Touro para ser mais específico. Como ela procederia dali para diante, estando a frente de um dos doze protetores do Santuário?
avatar
Youta

Mensagens : 54
Data de inscrição : 30/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Entrementes Jun] Hora da Colheita.

Mensagem por Lulu em Qui Jul 13, 2017 12:25 am

Jun estava feliz em ajudar, mas achou curioso o pedido de levar vegetais à alguém. A cidade de Rodorio lhe parecera bem abastecida.  Talvez fosse esse um teste de suas habilidades ? Fosse como fosse ela seguiu no caminho que lhe foi indicado.


A paisagem a volta lhe era agradável, ao se aproximar ficou um pouco surpresa com o tamanho da pessoa que ali estava para lhe recepcionar ,  ponderando por um instante ela estava certa de que nunca conhecera ninguém tão grande e alto . Impressionada ela deixou a boca abrir enquanto tinha que erguer e muito o seu olhar para efetivamente olhar nos olhos do seu interlocutor, fechando logo em seguida ao perceber na presença  que era o cavaleiro de Touro, que se apresentara mais cedo na reunião.


- Olá, eu sou Harold! Estou ajudando o velho fazendeiro aqui. Você veio entregar as hortaliças, não é? Eu tenho uma coisa para você depois delas. Precisamos de duas dúzias de espigas de milho e de três repolhos. Você é capaz de providenciar isso? 
 
Ele sorria de forma amigável , então ela simplesmente sorriu de volta. Se curvando educadamente para ele e depois para o senhor já grisalho que estava encostado em sua cadeira de balanço.
 
-Boa tarde! Sou Jun é um prazer! – ela falou ainda curvada em frente aos dois e depois abaixando ficando de cócoras aos pés deles colocando as mãos sobre a terra. Repolhos eram fáceis de fazer.. Ela concentrou seu cosmo e lembrou das folhas verde claro , fortes e doces. A terra logo se moveu sob suas mãos, era muito mais fácil fazer plantas crescerem da terra do que do nada como fizera com as frutinhas mais cedo.
 
Os brotos não tardaram a se erguer da terra , afofando-a enquanto suas pequenas raízes iam ficando maiores , as folhas estalavam levemente e giravam enquanto cresciam, não é um som que as pessoas costumam a ouvir, o som das plantas crescendo, pois é algo delicado e que demora muito a acontecer mas  me menos de um minuto lá estavam eles , três enormes e frondosos repolhos.
 
O milho seria o próximo... Duas dúzias de milho era bastante...Repolho também era uma verdura que rendia muito. Quantas pessoas iam comer aquilo?
 
Milho... era mais difícil , fora muito recentemente que conhecera milho de verdade, ela pensou nas hastes altas que seus caules formavam, talvez fossem necessárias umas 4 plantas para aquela quantidade de espigas.  Ela se focou na terra que começou a fazer seu burburinho enquanto caules verdes e retos como bambu se erguiam em direção ao céus soltando folhas grandes como espadas em sua lateral...Lembrou da surpresa em descobrir que era uma planta que tinha cabelos, milho com certeza é uma planta alta e vaidosa! As espigas começaram a se desenvolver e amadurecer , essa planta tinha sons mais altos por ter uma estrutura mais rígida, ela se concentrou em amadurecer o numero necessário de espigas quando as plantas já se erguiam tão altos quanto o cavaleiro de Touro.
 

-O senhor quer o milho bem maduro ? Ou não tanto ? – ela perguntou olhando para o senhor idoso que até então não se pronunciara.

_________________
avatar
Lulu
Admin

Mensagens : 25
Data de inscrição : 29/11/2016
Idade : 26

Ver perfil do usuário http://chocologico.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

O Milagre

Mensagem por Youta em Qua Jul 19, 2017 1:51 am

Harold ficou impressionado com as plantas crescendo ao seu lado e com entusiasmo cumprimentou efusivamente a amazona de Lótus por sua habilidade:
 
- Impressionante! Caramba, você é incrível, menina! HAHAHA! Isso vai dar um belo banquete!
 
E neste momento, Harold examinou os talos com as espigas mais de perto, mesmerizado com a amazona que podia produzir comida. E foi então que ela se dirigiu ao idoso.
 
O homem abriu um sorriso quase infantil ao ver aquele milagre e se ergueu de sua cadeira. Era realmente bem idoso, mas não envelhecera bem como o mestre de Jun. Sua cabeça, já pelada, apenas com alguns fiapos de cabelos brancos, apresentava rugas e manchas em pontos diversos. Seus olhos se apertavam atrás das inúmeras rugas de sua fronte. O nariz era adunco e encurvado para baixo, quase desviando o foco dos lábios rachados e a boca com dentes parcos. Seu pescoço enrugado e com peles soltas devido à idade avançada entrava em uma roupa de tecido e cortes simples, muito similar aos demais moradores de Rodorio, algo que lembrava uma camisa de pano com mangas longas. Ele usava calças de couro largas e gastas e quando se levantou suas botas puídas tocaram o chão com alguma firmeza.
 
Ele caminhou até a menina e deu um novo sorriso. Apesar da aparência idosa e frágil, era um sorriso muito gentil e cativante. E então, ele a respondeu:
 
- Pode deixá-los bem maduros, querida. Vamos ter que prepará-los para o jantar e seria bom que estivessem prontos para comer.
 
O senhor então tocou os caules, ao lado de Harold que examinava os repolhos com um brilho nos olhos de apetite. Impressionado, o velho se voltou para Jun e disse:
 
-Jun é seu nome, certo? Eu sou Said, é um prazer. Obrigado por suas habilidades. Gostaria de saber para o que vamos usar todos estes vegetais?
 

Said aguardou a resposta da moça, enquanto o cavaleiro de touro parecia perdido ainda pensando na refeição que aquilo proporcionaria.
avatar
Youta

Mensagens : 54
Data de inscrição : 30/11/2016

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [Entrementes Jun] Hora da Colheita.

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum